Brasileiro mais novo a entrar para sociedade de alto QI tem pontuação de gênio

Theo Costa Ribeiro passou por testes que revelaram que ele tem capacidade intelectual de uma pessoa de 15 anos

Uma criança genial? A maioria dos pais considera seus filhos com capacidades além da média. O que não foi diferente com os pais do menino paulistano Theo Costa Ribeiro, que tem apenas 5 anos de idade. A diferença é que o garoto foi submetido a 6 dias de testes de QI – dos mais completos que existem – e configurou 146 pontos, o que equivale a 99,8 de percentil, passando a ser o brasileiro mais novo a entrar para Mensa Internacional, sociedade de pessoas de alto QI mais famosa do mundo.

Os testes realizados com Theo comprovaram que ele, com apenas cinco anos, tem a capacidade intelectual de uma pessoa de quinze anos.

O Brasil já havia conhecido Gustavo Saldanha, o menino de São Paulo que com 8 anos de idade obteve 140 pontos de QI desvio padrão 15, o que equivale a 99,6 de percentil e foi aprovado na Mensa Internacional. Na época, Gustavo foi considerado o brasileiro mais novo a ser aceito pela sociedade.

Em conversa com o PhD neurocientista e mestre em psicologia, Dr. Fabiano de Abreu Agrela, que assessora o menino Theo e também Gustavo Saldanha, Laura Büchele e Romeu Gutvilen, todos membros da Mensa, o profissional revelou que o teste feito por Theo é o melhor e mais completo que se pode fazer.

“Dra. Natalie Helene van Cleef Banaskiwitz foi a responsável pelo teste. Eu não a conheço, mas ao analisar o teste, posso afirmar que foi um dos testes mais conclusivos de QI e da maneira que penso ser a mais correta. O comitê da Mensa International, sede da associação, com profissionais especializados e altamente qualificados aprovou o ingresso deste gênio. Theo foi submetido a 6 dias de testes, completos, podendo analisar todas as nuances cognitivas. Um dos testes que fiz foi do mesmo padrão e me baseio nestes testes para algumas conclusões de estudos, entre eles, a inteligência DRWI. Posso afirmar que temos um promissor gênio brasileiro.”

A Mensa demorou cerca de seis meses para responder a solicitação dos pais do garoto e aprovar o seu ingresso.

Muitos devem se perguntar: como será o comportamento do menino-gênio? Os pais respondem: “inteligente, sorridente e simpático”.

A mãe de Theo, Jessica Ribeiro, define o filho como uma criança comunicativa e alegre, “apaixonada por dinossauros, que gosta de jogar videogame, ler livros e correr”, assim como a maioria das crianças.

Foi no retorno à escola, após o período de agravamento da pandemia da Covid-19, que deixou o menino afastado da escola por cerca de dois anos, que os professores perceberem a capacidade intelectual de Theo, informando que ele tinha um desempenho muito acima das demais crianças.

Após os testes, o menino também teve mudanças no seu dia a dia. Theo adiantou uma série e agora já estuda o segundo ano, devido ao seu desenvolvimento cognitivo.

“Existia a possibilidade de adiantar mais que um ano, mas optamos por ir aos poucos, pois o emocional é importante também. O Theo foi muito bem e não nos surpreendeu em ter feito amizade rapidamente com os novos colegas”, disse Ygor Ribeiro, pai do Theo.

O mini gênio agora segue estudando, com desenvolvimento sempre acima da média, mas vivendo uma vida de criança com o incentivo à aprendizagem, mas sem esquecer de brincar e fazer novos amiguinhos.

Dr. Fabiano de Abreu Agrela, que também é membro da Mensa International, Intertel e Triple Nine Society, esta última a mais restrita sociedade de alto QI do mundo, acredita que o menino um dia pode fazer parte desta sociedade.
“Eu acredito que com o trabalho e educação que estamos fazendo com o menino, ele possa, quando tiver mais idade, alcançar esta pontuação. Não estou dizendo que QI se aumenta, mas ele tem sim uma variável que se pode alcançar.” disse o doutor que tem 155 a 188 pontos de QI e faz parte de 4 sociedades.
Segue tabela que o configura como gênio
Classificações da tabela do QI

– Gênio – acima de 144 pontos
– Superdotado – de 130 a 144 pontos
– Acima da média – de 115 a 129 pontos
– Média alta – de 100 a 114 pontos
– Média baixa – de 85 a 99 pontos
– Abaixo da média – de 70 a 84 pontos
– Baixo – de 55 a 69 pontos
– Muito baixo – menos de 55 pontos

Botão Voltar ao topo