Neurocientista luso-brasileiro é homenageado na Bolívia e será precursor do primeiro curso de neurociências no país

Dr. Fabiano de Abreu Agrela, passa a ser cientista no hospital universitário Martin Dockweiler, inaugurado recentemente e considerado um dos mais avançados da América Latina

O neurocientista luso-brasileiro Dr. Fabiano de Abreu Agrela participa, desde o dia 27 deste mês, do XI Congresso Internacional de Medicina de La Universidad de Aquino, na Bolívia. Durante o evento, o professor foi homenageado e anunciou que será precursor do primeiro curso de neurociências no país.

O evento teve lugar em 4 cidades do país sul-americano, palestrando em La Paz, Oruro, Cochabamba e Santa Cruz de La Sierra.

Nesta quinta-feira (31), Fabiano palestrou em Cochabamba e o ciclo de palestras encerrou em Santa Cruz de la Sierra. O professor contou que durante a temporada na Bolívia recebeu diversas homenagens e foi referenciado por diversas vezes.

Uma das homenagens ocorreu na Escola Europeia de Negócios, onde Abreu irá liderar a implementação do primeiro curso de neurobusiness. Por outro lado, a Universidade de Udabol, organizadora do XI Congresso Internacional de Medicina, o maior evento do género do país, convidou Abreu para ser o embaixador e mentor do primeiro curso de neurociência da Bolívia, incluindo os três graus de ensino académico.

O neurocientista afirmou que o convite partiu da instituição após discussão de vários conceitos diferenciados que ele já havia divulgado em artigos científicos e que teve oportunidade de debater aquando da sua visita a este país.

“Durante as palestras foi notório o interesse pelo tema por parte do público que se mostrou muito receptivo no que toca às ideias apresentadas. A instituição também colocou à disposição das suas pesquisas o laboratório do Hospital Universitário Martin Dockweiler, instalações inauguradas recentemente e que são as mais modernas da Bolívia e consideradas das mais modernas da América Latina”.

Durante a visita, o neurocientista se mostrou muito satisfeito com todas as parcerias firmadas e com a boa recepção do público às suas ideias. Abreu considera que este tipo de cooperação pode ser muito útil e produzir conhecimento.

Como membro da Redilat, red de investigadores latinoamericanos e membro do comitê científico da revista científica Ciências Latina, Abreu pretende levar mais conhecimento para os países latino-americanos e ajudar a formar mais pesquisadores.
“Há uma escassez de cientistas, pesquisadores, na América Latina e, os poucos que há, se mudam para Europa ou Estados Unidos. Fazer parte do hospital universitário Martin Dockweiler é algo de grande magnitude para avançar com este projeto já que, é um dos hospitais mais avançados da América Latina. O estudante ou o profissional pode estar em qualquer lugar do mundo e podemos usar as instalações para ajudar na pesquisa mesmo à distância com nossa equipe.”
                            Dr. Fabiano de Abreu Agrela Rodrigues
 
www.deabreu.pt – www.pressmf.global – Instagram @fabianodeabreuoficial

PhD, neurocientista, mestre em psicanálise, biólogo, historiador, antropólogo, com formações também em neuropsicologia, neurolinguística, inteligência artificial, neurociência aplicada à aprendizagem, filosofia, jornalismo, programação em python e formação profissional em nutrição clínica – Diretor do Centro de Pesquisas e Análises Heráclito; Chefe do Departamento de Ciências e Tecnologia da Logos University International, Professor e investigador na Universidad Santander de México; Membro da SFN – Society for Neuroscience, Membro ativo Redilat.

Telemóvel Portugal (+351 93989 5955) / Celular e whatsapp Brasil (+55 21 99998 9695)

Botão Voltar ao topo