terça-feira , 27 fevereiro 2024
Lar Agenda Congonhas, polo cultural de Minas Gerais, sedia projeto artístico com show da Banda Skank
Agenda

Congonhas, polo cultural de Minas Gerais, sedia projeto artístico com show da Banda Skank

Congonhas é uma das mais tradicionais cidades mineiras e um dos polos de formação cultural do estado. E por isso foi escolhida para sediar o projeto Planeta Congonhas. Um evento artístico e cultural que será realizado no dia 3 de dezembro, a partir das 17:00, na Romaria, um espaço dedicado à preservação da história, cultura e lazer da cidade. A iniciativa é uma parceria da Agência Cultural FCA, que idealizou o projeto, em parceria com a G&P Produções, e visa a fomentar a economia e o turismo local.

O trade turístico volta seus olhos para o evento que pretende atrair para a cidade mais de 4 mil pessoas que participarão das atividades do projeto, incluindo o show da turnê de despedida da Banda Skank, que possui históricos de apresentações surpreendentes nas cidades de Minas Gerais.

A cidade de Congonhas está localizada a 70 km de Belo Horizonte, famosa por fazer parte do Ciclo do Ouro no país e, também por sua expressão cultural. Foi nesta cidade que Antônio Francisco Lisboa, o Aleijadinho, construiu parte de um dos mais famosos e belos conjuntos arquitetônicos do Brasil.

O município também é muito procurado por suas festas religiosas, que a cada ano reúne mais fiéis durante as romarias. Quem visita Congonhas, além de se deliciar com a beleza histórica, pode saciar o apetite com a deliciosa comida típica mineira. Essa cidade é considerada perfeita para o turismo e lazer, porque reúne arte, história, culinária e beleza num só lugar. O segmento de hospedagem também apresenta uma excelente estrutura, bem como o de serviços.

Os principais atrativos de Congonhas são: Basílica Santuário do Bom Jesus de Matosinhos, Romaria, Igreja de Nossa Senhora da Conceição, Igreja do Rosário, museu da Imagem e Memória e o Parque da Cachoeira. Antes de ser a “Cidade dos Profetas”, Congonhas foi e ainda é um grande centro de peregrinação. Todo ano, o município reúne milhares de fiéis em busca da cura das suas aflições.

Em Congonhas se produz artesanato para todos os gostos. Alguns dos destaques são: relógios, jarros, castiçais, compoteiras, cinzeiros e outras peças em pedra-sabão, pedras semipreciosas, colchas, bordados, objetos em madeira, pratos em porcelana com pinturas específicas do município, caixinhas e embalagens para presentes, vidros pintados, velas decorativas, arranjos secos, cestos de jornal, tricô, crochê, toalhas em macramê, trabalhos em contas de lágrimas, tapetes arraiolo e de retalho, paninhos de bandeja, caminhos de mesa, almofadas, colchas, bijuterias

O artesanato em pedra-sabão, tanto de panelas quanto de peças moldadas, apesar de não haver uma clara estratégia mercadológica por parte dos artesãos, é amplamente comercializado no município, no país e no exterior, tornando-se uma importante fonte de renda para a cidade.

A cidade também ostenta o Parque Ecológico da Cachoeira, cercado por uma natureza exuberante e banhado pela cachoeira de Santo Antônio.  Oferece uma estrutura completa de esporte, lazer e entretenimento para congonhenses e turistas. Além de piscinas para adultos e crianças, o espaço conta com quadras poliesportivas, campo de futebol, área de churrasco, camping, lanchonete e estacionamento.

Outro ponto turístico muito procurado são os Passos da Paixão de Cristo, que fica em frente ao Santuário do Bom Jesus de Matosinhos. Distribuídos em seis capelas, que abrigam as 66 peças esculpidas em cedro por Aleijadinho e sua equipe e pintadas por Manoel da Costa Ataíde e Francisco Xavier Carneiro. Datam entre 1796 a 1799. Os passos são: Ceia, Horto Prisão, Flagelação e Coroação de Espinhos, Subida ao Calvário ou Cruz-às-Costas e Crucificação.

As igrejas são um cartão postal à parte, entre elas, a Igreja de Nossa Senhora do Rosário (século XVII), a Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição (1734), a Igreja de Nossa Senhora da Ajuda (1746),a Igreja de Nossa Senhora da Soledade (séc. XVIII), a  Igreja Matriz de São José (finalizada no início do século XX)  e a  Igreja Matriz de São José Operário, uma construção neoclássica e com torres arredondadas.

 

Planeta Congonhas  

De acordo com os idealizadores do Planeta Congonhas, os turistas que estiverem no município, poderão aproveitar para visitar os pontos turísticos e conhecer os restaurantes e culturas locais.

O projeto já foi realizado em outras cidades mineiras como Ouro Preto, Lavras Novas, Tiradentes, Ibitipoca, Ponte Nova e Ubá, sendo todos municípios turísticos. O projeto movimenta a economia local, trazendo um público expressivo para  hospedagens, passeios locais, restaurantes, entre outros.

Os ingressos serão vendidos em dois setores: • Saideira: (Setor não open bar – 4º lote 90,00) e Partida de Futebol: (Setor Open bar – 3º lote 170,00).

A entrada será permitida a menor de idade somente com autorização do responsável legal ou acompanhado do responsável, no setor não open bar

Artigos relacionados

AgendaEm Destaque

Expresso Bloco Show promove desfile inclusivo com o tema “Heróis”

O cortejo será no domingo de carnaval a partir das 13 horas...

AgendaEm Destaque

Cidade Encantada chega a Contagem em clima de pré-carnaval com atividades gratuitas para toda a família

Quem está ansioso para o Carnaval terá a oportunidade de participar do...

Agenda

Angela Dippe faz novas apresentações da comédia Da Puberdade à Menopausa

O solo Da Puberdade à Menopausa, escrito e protagonizado pela atriz e comediante...

Agenda

Núcleo Experimental celebra a vida e a obra de Hebert Daniel no musical Codinome Daniel, que estreia dia 12 de janeiro de 2024

Conhecido por dar voz a grupos minoritários e por sua pesquisa sobre...