Como identificar e tratar o transtorno da Amoxofobia ou medo de dirigir?

Mais comum do que podemos imaginar, o medo de dirigir, vai muito além de apenas uma fobia. Com certeza, você deve conhecer alguém que, nos dias atuais, tem o seu transitar limitado por depender de outras pessoas para exercer seu direito de ir e vir. E o que está por trás do medo de dirigir? Quais as causas e os tratamentos?

Vamos lá, essa limitação é um tipo de transtorno emocional/ psíquico e se chama Transtorno da Amaxofobia. É um transtorno psicológico que pode afetar a vida diária, especialmente porque muita gente depende dessa atividade para sobreviver, como por exemplo, motoristas de aplicativos, motoristas de ônibus, particulares, dentre vários outros profissionais. Mas mesmo quem não dependa da atividade para tirar seu sustento também pode ter sua vida afetada a tal ponto, em que possa vir a recusar ir às compras, visitar um médico ou mesmo dirigir para o trabalho. Visto que, indivíduos com extremo medo de dirigir preferem o transporte público ou pedir carona à amigos ou a membros da família. Isso é bom, desde que estas opções estejam disponíveis. No entanto, isso pode não ser o caso, o que pode afetar a vida acadêmica, o trabalho ou qualquer outra atividade, negativamente.

Existem vários graus de Amaxofobia, por exemplo: Alguns indivíduos apenas tem medo de dirigir sobre pontes e estradas, ou determinadas rotas temidas. Outros já são incapazes de passar nos seus exames de direção ou de adquirir uma carteira de habilitação. Entretanto, alguns até mesmo podem conseguir tirar a habilitação, mas representam um perigo para si, bem como para os outros condutores, pois podem ter um ataque de pânico enquanto dirigem o carro e congelar a tal ponto em que são incapazes de pisar nos freios ou mudar as marchas. Ainda temos aquelas pessoas, consideradas casos extremos de Amoxofobia que, podem até ter pavor de ser um passageiro no veículo.

As causas para este transtorno podem ser muitas e individualizadas. Um indivíduo com fobia de dirigir, provavelmente, pode ter tido uma experiência negativa no passado. Ele pode ter sido envolvido em um acidente ou ter testemunhado um. Ou mesmo, pode ter tido rigorosos instrutores de direção no momento da aprendizagem, o que levou a desenvolver o problema. Uma outra causa bastante comum é, ter experimentado uma jornada, particularmente, perigosa ou assustadora através de neblina, chuva, neve, ou outras condições adversas. Ou ainda, pode ter vivenciado um episódio de susto extremo causado pela aparição de um animal de grande porte na frente do veículo de repente. Temos também casos de pessoas que, na infância, desenvolveram o medo de dirigir por ver pais ansiosos e em pânico enquanto dirigiam o carro. Além disso, o estresse devido a congestionamentos de trânsito pode também levar o cérebro a desenvolver pânico / resposta de ansiedade cada vez que fica atrás do volante. Outros fortes candidatos a sofrem com a Amoxofobia, são as pessoas propensas a ataques de ansiedade ou distúrbios nervosos, ou com deficiências renais. Questões que podem estimular e/ou agravar o medo de dirigir.

Enfim, o medo de dirigir não é uma frescura. Mas, felizmente, tem cura e pode ser trabalhado. Dentre os tratamentos para superar a Amaxofobia está o acompanhamento psicoterapêutico que oferece técnicas específicas para o controle emocional. E em casos mais severos, recomenda-se a terapia medicamentosa aliada à Psicanálise. Fato é que, o medo de dirigir é algo aprendido e treinado e quanto mais tempo a pessoa passar vivenciando esse estado psíquico, mas difícil e doloroso será para sair dele. O medo vem aos poucos, aumentando de forma gradual. Portanto, ao perceber algo fora do normal, um medo excessivo, dificultando sua vida cotidiana, ligue o sinal de alerta e busque ajuda profissional. O acompanhamento correto auxilia a superar o transtorno e bloquear seus efeitos.

Dra. Andréa Ladislau / Psicanalista

Doutora em Psicanálise, Psicóloga, Palestrante, Colunista, Membro da Academia Fluminense de Letras, Gestora em saúde, Repres. Intern. (USA) da University Miesperanza.

Botão Voltar ao topo