segunda-feira , 24 junho 2024
Lar Agora Ministério Público de SP investiga relação de massacre em Suzano com grupos radicais na internet
Agora

Ministério Público de SP investiga relação de massacre em Suzano com grupos radicais na internet

De acordo com a Polícia Civil, assassinos planejaram ataque à escola do município por 1 ano e 6 meses

O ataque à escola em Suzano, em São Paulo, na última quarta-feira (13), incentivou o Ministério Público de São Paulo a investigar a relação dos atiradores com grupos radicais na dark web, que é um tipo de navegação online que não pode ser acessada por qualquer pessoa. A informação foi divulgada pelo portal El País.

Os grupos radicais, conhecidos como chans, têm discussões racistas, homofóbicas e machistas. Segundo informações do El País, o procurador-geral de Justiça, Gianpolo Smanio, afirmou que uma equipe especializada do Ministério Público está apurando se autores do Massacre participam dos fóruns online.

Mesmo sem confirmação de que os atiradores eram membros de algum grupo, eles foram elogiados e considerados “heróis”.

Na Nova Zelândia, um atentado terrorista, também nesta semana, deixou 49 mortos em mesquitas. Um dos atiradores participava de um grupo radical e usou a plataforma para publicar um manifesto de supremacia branca.

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Agora

Crianças da LBV homenageiam Seleção Brasileira de Boxe

A Seleção Brasileira de Boxe levará para os Jogos Olímpicos de Paris...

AgoraEm Belo Horizonte

Um minuto: é o que você precisa para mudar uma vida

Você já ouviu falar que a vida pode mudar de uma hora...

AgoraClube do Livro

Amor e traição na alta sociedade brasileira do início do século XX

Com uma abordagem analítica a momentos marcantes da história do Brasil, o...

AgoraEm Destaque

Estupro Virtual: Entenda a sentença inédita no Brasil

A nova cena da novela Travessia, da Rede Globo, chamou a atenção...