Lar Negócios Falência: 5 coisas que podem salvar a sua empresa
Negócios

Falência: 5 coisas que podem salvar a sua empresa

Segundo o Serasa Experian, apenas em fevereiro deste ano, cerca de 80 empresas faliram no Brasil e outras 169 entraram com pedidos de recuperação judicial durante o mesmo período. Esse “boom” de falências chama a atenção para alguns pontos muito importantes em comum que geram efeitos negativos nas empresas e que, atualmente, têm se tornado cada vez mais comuns, explica o advogado, especialista em direito empresarial, Sérvio Vieira.

Esse aumento das falências e recuperações judiciais de empresas tem muita relação, claro, com a economia do país, mas mais que isso, ela diz respeito à forma como as empresas lidam com esse fator negativo. Alguns erros que anteriormente geravam um pequeno impacto, agora passaram a causar um grande impacto”, explica.

 

Qual a diferença entre a falência e a recuperação judicial?

A falência é o estágio final do “fim” de uma empresa. Ela envolve a liquidação de ativos para pagar credores e o encerramento das atividades do negócio.

Por outro lado, a recuperação judicial é um processo legal que permite à empresa em dificuldades financeiras graves reorganizar suas dívidas e continuar operando sob supervisão judicial. É um mecanismo que ajuda a evitar a falência.

5 dicas que ajudam a evitar a falência de empresas:

01 – Gestão Financeira: “Mantenha um controle rigoroso das finanças da empresa, monitorando o fluxo de caixa, reduzindo custos e buscando fontes de financiamento. Uma boa gestão financeira ajuda não só a prevenir desequilíbrios, mas a identificá-los com antecedência para tomar medidas”, explica Sérgio Vieira.

02 – Diversificação: “Evite depender de um único cliente ou mercado, diversifique a sua base de clientes e busque expandir seu negócio para novos segmentos ou regiões”.

03 – Inovação e Adaptação: “Esteja sempre atento às mudanças no mercado e às novas tecnologias, se manter relevante e competitivo pode fazer a diferença em momentos de crise, trazendo a credibilidade da marca, mesmo com as dificuldades financeiras”.

04 – Investimentos: “Priorize sempre a qualidade dos produtos ou serviços oferecidos e ofereça um atendimento excepcional ao cliente. Isso constrói uma reputação sólida e fideliza clientes, o que gera um suporte a mais durante momentos de dificuldades”.

05 – Recuperação Judicial: “Sim, a recuperação judicial é um caminho viável de impedir a falência da empresa, para isso, busque um advogado empresarial com experiência nesse tipo de processo para realizar os trâmites necessários e conseguir o suporte legal para a recuperação da empresa”, explica Sérgio Vieira.

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Negócios

Especialista revela quais os melhores negócios para abrir em 2024

O cenário empreendedor para 2024 promete oportunidades vibrantes e lucrativas em diversas...

Em DestaqueNegócios

Compras de fim de ano aquecem o mercado de self storage

Novembro e dezembro são meses de grande movimento para o setor de...

Em DestaqueNegócios

Estratégias de Sucesso no Mercado de Carregamento de Veículos Elétricos

Nos últimos anos, o mercado de veículos elétricos (VEs) tem vivenciado um...