Espetáculo para crianças O Muro de Sam, uma reflexão sobre a importância de convivermos com as diferenças, estreia no Sesc Belenzinho

Com direção de Thaís Medeiros e dramaturgia de Rhena de Faria, a peça é inspirada no livro “Querido Senhor Presidente”, escrito pela neozelandesa Sophie Siers e ilustrado pela canadense Anne Villeneuve

A importância de convivermos com o “outro” e de “derrubarmos” as barreiras que separam as pessoas são reflexões propostas pela peça O Muro de Sam, com direção de Thaís Medeiros e dramaturgia de Rhena de Faria. O espetáculo estreia no dia 7 de julho no Sesc Belenzinho, onde segue em cartaz até o dia 31 desse mesmo mês, com apresentações às quintas-feiras, às 15h, e aos sábados e domingos, às 12h.

A montagem é inspirada no livro “Querido Senhor Presidente”, da escritora neozelandesa Sophie Siers e da ilustradora canadense Anne Villeneuve. O elenco é formado por Aline Volpi, Ana Paula Castro, Marcelo Peroni e Vladimir Camargo.

A trama acompanha o menino Samuel, que deseja construir um muro em seu quarto para separá-lo de seu irmão mais velho. Esse interesse é despertado pela notícia de que o presidente dos Estados Unidos vai erguer um muro na fronteira com o México. Sem a aprovação de sua mãe, ele decide escrever cartas ao presidente americano para contar a sua ideia. 

Enquanto isso, Samuel e seus colegas de classe vivem um drama: sua escola está prestes a ser demolida para dar lugar a um shopping. A ideia da peça é convidar o público a refletir sobre os relacionamentos e convivência entre as pessoas, além da importância de resolvermos as diferenças por meio do diálogo, da escuta e da empatia. 

“Para a adaptação teatral, mudamos o título original do livro para que passasse a ter duplo sentido, uma vez que o nome Sam pode se referir tanto ao apelido do protagonista (Samuel) como ao ‘Tio Sam’ (como os Estados Unidos são popularmente conhecidos)”, conta a dramaturga Rhena de Faria.

Alguns personagens da obra original foram retirados e outros inseridos, como, por exemplo, o pai de Sam, que tinha pouca importância na trama e passou a ser substituído pela figura da mãe, a chefe da casa que cria os dois filhos sozinha – algo que representa melhor uma família tipicamente brasileira. 

Outras adições foram Maria Angélica, uma amiga cheia de opiniões que ajuda o protagonista a observar o mundo ao seu redor; e Suzana, por quem o menino é apaixonado e que tem também o papel de auxiliá-lo em sua transformação.

Sinopse

O Muro de Sam se passa nas férias, em pleno mês de janeiro. 

Samuel acaba de saber do muro que o Presidente dos Estados Unidos vai construir na fronteira com o México para barrar a entrada de imigrantes no país e manifesta à sua melhor amiga, Maria Angélica, o desejo em construir um muro em seu quarto, separando-o de seu irmão. Paralelamente ao desejo de Samuel existe o drama da escola onde as crianças estudam:  a escola será demolida para a construção de um shopping.  

Ficha Técnica

Dramaturgia: Rhena de Faria

Direção: Thaís Medeiros

Elenco: Aline Volpi, Ana Paula Castro, Marcelo Peroni e Vladimir Camargo

Trilha Sonora Original: Dan Maia

Cenografia e Criação de Luz: Marisa Bentivegna

Figurinos: Marichilene Artisevskis

Criação e Confecção do Dragão Chinês: Edivaldo Zanotti

Design Gráfico: Giovana Del Masso

Técnica de Luz: Roseli Almeida

Técnico de Som: Rodrigo Moraes

Assessoria de Imprensa: Pombo Correio

Realização: Catarsis Arte para Infância e Juventude

Inspirado no livro “Querido Senhor Presidente”, escrito por Sophie Siers e ilustrado por Anne Villeneuve.

Serviço

O Muro de Sam, com Catarsis Arte para a Infância e Juventude

Temporada: 7 a 31 de julho, às quintas-feiras, às 15h, e aos sábados e domingos, às 12h.

Sesc Belenzinho – Rua Padre Adelino, 1000, Belenzinho

Classificação: Livre. Recomendado para crianças a partir de 06 anos

Duração: 65 minutos 

Capacidade: 374 lugares

Botão Voltar ao topo