Lar Em Destaque 4 ensinamentos para exercitar mais o amor-próprio
Em DestaqueSaúde +

4 ensinamentos para exercitar mais o amor-próprio

Desenvolver o autoamor pode ser uma tarefa complexa para muitas pessoas. Isso porque esta decisão demanda de fato um compromisso diário no sentido do fortalecimento interior e da evolução.

A empresária e escritora Beatriz Ribeiro acredita na capacidade humana de superar desafios para crescer. Autora do livro Sua maior riqueza é você, ela compartilha os aprendizados adquiridos em mais de 30 anos de vida profissional, pessoal e também no voluntariado para contribuir com quem deseja iniciar este processo. Confira as dicas e comece a mudança agora mesmo!

  1. Permita-se viver o novo: comece a trabalhar sua mente para se reconstruir quando a vida mudar de rota. Para isto, é preciso aprender a perdoar os próprios erros e possíveis fracassos. Aliado a isto, tente ser mais grato pelo que passa em sua vida, pois através das vivências é possível enxergar novas oportunidades e soluções. E o mais importante: não se prenda ao que não acredita mais. Tenha coragem de quebrar paradigmas, buscar o diferente, mesmo que isso signifique andar em direção à incerteza, afinal, a coragem ganha força quando se está convicto do merecimento.
  2. Respeite seus limites, valores e crenças: saber reconhecê-los é de vital importância para o melhor desempenho e satisfação. Saber que você só deve aceitar o que lhe faz bem é uma necessidade para manter a autoestima. Gostar-se e sentir-se feliz com o que tem é um trabalho mental, que precisa ser construído diariamente. Um amor seu é só seu; a sua aceitação é o que lhe fará irradiar luz e brilho próprios.
  3. Reconheça o seu valor e mostre ao mundo: só você conhece suas verdades, por isso, não aceite acusações ou rótulos das pessoas; ninguém sabe melhor quem você realmente é, o que faz ou deixa de fazer. Pessoas doentes querem sempre adoecê-lo, por isso não se permita conviver com alguém que não sabe reconhecer o seu valor. Não se defenda, simplesmente se retire e não aceite a insistência do mal.
  4. Reconheça e trabalhe seus defeitos: minimizá-los e ampliar as virtudes deve ser uma busca constante em sua vida; pense bem neles e comece a repará-los no seu dia a dia. Você não pode aceitar passar pela vida sem ter oferecido o melhor a cada dia; sem ter tido a consciência que a sua individualidade é também responsável pela melhoria coletiva. Sua ação pode ter vários reflexos, positivos ou negativos, em uma cadeia enorme de pessoas com quem convive.

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Em Destaque

Sintonia Musicarte: O encanto da cultura negra nas periferias

O Instituto Unimed-BH leva espetáculo cultural às escolas públicas de comunidades periféricas....

Em Destaque

Participe do 3º Arraiá da Psiquê: Shows, Comidas Típicas e Muito Mais!

Preparem-se para uma festa junina imperdível! No dia 6 de julho, a...

Saúde +

5 mitos sobre nutrição que você sempre acreditou

Para ter uma alimentação saudável é preciso seguir orientações médicas e evitar...

AgendaEm Destaque

FIT BH – de 20 a 30 de junho

O FIT BH é mais que um Festival. É uma plataforma de...