Livro ambientado no Norte do Brasil narra aventura eletrizante e discute dramas da região

"Pulp à Brasiliana", lançamento de Yvis Tomazini, destaca descaso com a Floresta Amazônica e os povos indígenas

Até onde uma escritora iria para encontrar inspiração? Em Pulp à Brasiliana, novo livro de Yvis Tomazini, Sabrina Barlavento é famosa e premiada no circuito literário, mas segue assombrada por uma crítica negativa a respeito de seu trabalho. Desesperada para encontrar uma boa história, a autora aceita a proposta inusitada e até mesmo perigosa de Rafael Perso, um vigarista envolvido com o narcotráfico, para se aventurar em um cemitério nazista abandonado.

Um thriller instigante com pitadas de romance, recheado de trapaças e curiosidades históricas. Estes são os pilares de Pulp à Brasiliana, que trazem para o cenário nacional uma trama de tirar o fôlego que também aborda temas como o descaso com a Floresta Amazônica e o tratamento indigno dado aos povos indígenas.

“Se algo tão extraordinário era desconhecido pela grande maioria, imaginava o que a floresta guardava sob si. A
Amazônia talvez fosse realmente o próprio tesouro e feri-la à procura de algo que estivesse por trás de
seu escudo de mistério, seria como apagar o arco-íris em busca do pote de ouro.”
(Pulp à Brasiliana, p. 494)

Ambientado principalmente na Amazônia, o autor usa suas referências de viagens ao local para criar uma experiência de leitura única. De maneira quase cinematográfica, o leitor acompanha cenas que lembram o dinamismo de Steven Spielberg e diálogos que remetem ao estilo característico de Luis Fernando Veríssimo.

Ao mostrar os bastidores do processo de um escritor, o livro representa com maestria todos aqueles que possuem a necessidade ardente de chacoalhar a vida para encontrar inspiração e alcançar seus objetivos. Cheio de nostalgia e referências aos clássicos de aventura, os amantes de cultura pop vão se apaixonar por esta dupla improvável de protagonistas.

O lançamento do livro e as aventuras pessoais de Yvis pela Amazônia também resultaram em um documentário que terá episódios publicados semanalmente no canal do YouTube do autor. A obra audiovisual apresenta informações sobre a floresta, em especial a região de Laranjal do Jari, e dos povos de vivem nela em uma narrativa que reúne elementos lúdicos e artísticos.

Ficha Técnica
Título
: Pulp à Brasiliana
Autor: Yvis Tomazini
Editora: Lura Editorial
ISBN: 978-65-84547-45-2
Páginas: 360
Tamanho: 23×15,8cm
Preço: Físico R$ 37,90 |  E-book: R$ 14,90
Link de venda: Amazon

Sobre o autor

Natural do litoral de São Paulo, Yvis Tomazini possui formação em Administração, mas sempre priorizou a paixão pela escrita. Certa vez, em busca de mais experiências, se demitiu de um escritório ao lado do porto para trabalhar por três anos dentro dos navios que via pela janela. A jornada lhe apresentou dezenas de lugares e pessoas pelo mundo. Ávido estudante das estruturas narrativas, fez cursos de literatura investigativa, de roteiros voltados à curtas metragens, além de diversas oficinas de escrita criativa. Publicou seu primeiro conto em 2011, mesmo ano em que venceu em segundo lugar o 1º Prêmio Literário Professor Mário Carabajal de Poesias da Academia de Letras do Brasil de Santa Catarina com a poesia “Galo”. Atualmente, vive em Santos (SP) na companhia dos navios que ainda passam pela janela.

Botão Voltar ao topo