Lar Carnaval Dor no joelho pós-carnaval pode ser sinal de lesão grave; ortopedista explica
CarnavalEm DestaqueSaúde +

Dor no joelho pós-carnaval pode ser sinal de lesão grave; ortopedista explica

Todo carnaval tem seu fim, mas, o que não tem fim, para algumas pessoas é a dor nas articulações após muitos dias de folia. As dores e até o inchaço nos joelhos, por exemplo, podem significar uma lesão grave. E a articulação mais comumente afetada é quase sempre o joelho.
 
De acordo com o médico ortopedista Dr. Luiz Felipe Carvalho, ao contrário do que muita gente pensa “pular o carnaval” não é uma atividade de baixo impacto e isenta de lesões. Afinal, nos blocos e outros eventos carnavalescos, os foliões costumam ficar horas e horas em pé acompanhando uma escola de samba ou um bloco carnavalesco podem causar sobrecargas ao aparelho locomotor, especialmente naqueles que não possuem condicionamento físico ou estão acima do peso ideal.
 
Inclusive, o médico relembrou que estudos apontam o joelho como a articulação do corpo que mais trabalha próximo aos seus limites fisiológicos. Ou seja: esses estudos mostram que no coeficiente entre destruição tecidual e reconstrução, existe grande chance da segunda prevalecer e, consequentemente, haver lesão. 
 
“Então a gente pode entender de forma simplificada que não é só a prática esportiva, mas também atividades repetitivas da vida diária, como subir e descer escadas, andar muito ou agachar-se podem desencadear dor e inchaço, sem causa maior aparente. E no carnaval, quando se unem todas essas atividades, pode realmente acontecer a sobrecarga e as dores no joelho”, disse. 
 
Havendo sobrecarga, diferentes estruturas serão lesadas e a sintomatologia estará intimamente ligada à idade, sexo e o quanto você dançou, pulou e ficou em pé curtindo o carnaval.
 
As principais lesões de sobrecarga do joelho são:
 
Tendinites – Inflamação do tendão patelar que liga a patela ao osso da tíbia, dos tendões flexores do joelho que  se chamam isquiotibiais. Em algumas pessoas, estas inflamações podem se cronificar, e a dor pode se perpetuar, se não forem tratadas da forma correta. 
 
Síndrome de Osgood-Schlatter – De longe, a causa de dor mais comum em joelho de adolescentes.
 
Sinovite difusa- A inflamação aguda da membrana que reveste o joelho e é responsável pela produção do líquido sinovial. Denominada sinovia causa muita dor e é responsável pel acúmulo de líquido, popularmente conhecido como água no joelho.
 
Bursites – Causa dor e vermelhidão na pele logo acima da patela ou na tíbia na inserção dos tendões flexores do joelho conhecidos como isquiotibiais.
 
Sobre o Dr. Luiz Felipe Carvalho

Dr. Luiz Felipe Carvalho é ortopedista especialista em coluna vertebral e medicina regenerativa. Já tratou grandes atletas como o tenista uruguaio Pablo Cuevas, o jogador de futebol Rodrigo Dourado e o Ferreirinha do Grêmio. Além do tenista Argentino naturalizado Uruguaio Pablo Cuevas que faz tratamento com célula tronco desde 2017 melhorando muito sua performance avançando no ranking desde então.

O Gaúcho possui um profundo conhecimento sobre os modernos procedimentos cirúrgicos da coluna vertebral e também trabalha com técnicas minimamente invasivas. É diplomado pela Academia Americana de Medicina Regenerativa (AABRM), e pelo grupo Latino Americano ORTHOREGEN. Atualmente está estruturando o serviço de Medicina Regenerativa no Blanc Hospital em São Paulo.

 

Artigos relacionados

Em Destaque

Uma manhã alegre, divertida, colorida e de conscientização: Rua de Lazer celebra Dia do Autismo

No último sábado, 13 de abril, o Parque Ecológico Municipal Oswaldo Magalhães...

Em Destaque

Talento vespasianense passa a integrar a categoria de base do Sada Vôlei

Sonho realizado. Neste sábado, a Prefeitura de Vespasiano, através das Secretarias de...

Em Destaque

Pesquisa brasileira busca compreender ligações entre obesidade infantil e saúde da coluna

A obesidade infantil tem se tornado uma preocupação crescente em todo o...