X Promoções
Em Vespasiano

Projeto “Luzia – Ciclo de pesquisa, formação e arte

O Projeto “Luzia – Ciclo de Formação, Pesquisa e Arte” compartilhará com a cidade de Vespasiano e regiões do Brasil uma parte da trilha caminhada no processo de pesquisa e criação do Espetáculo de Teatro  “Luzia, entre o mangue e o mar”. Serão oferecidas três oficinas virtuais gratuitas que acontecerão de 01 a 10 de fevereiro, sempre às 20 horas. São elas: “Introdução à Educação Ambiental:  as comunidades tradicionais e o saber científico” ministrada por Flora Zauli, “Pesquisa, Cena e Dramaturgia Teatral” ministrada por Cristiane R. Andrade e “O espaço entre fios: planejando cenários” ministrado por Cícero Miranda.

O projeto mostra a sua significância ao descentralizar o acesso à cultura e os conhecimentos gerados sobre modos de se pensar e produzir pesquisa e arte. Além de contribuir para a formação de cada participante inscrita (o) nas oficinas, o projeto incentiva o estudo independente da ciência popular e acadêmica de se fazer pesquisa e criações que envolvam a transdisciplinaridade.

Acredita-se que após vivenciado o ciclo de formação das três oficinas e o intercâmbio entre profissionais residentes nas cidades de Vespasiano (MG), São Mateus (ES) e Belo Horizonte (MG) por meio da Lei Aldir Blanc de Vespasiano, será despertado em cada participante a consciência de que para ser realizada uma pesquisa científica e/ou uma obra artística é necessário primeiramente acreditar em si, na sua própria intuição, desempenho, autonomia e nas potências existentes em cada área do conhecimento.

Ademais, é importante enfatizar o papel individual que cada inscrito (a) nas oficinas têm enquanto cidadãos ou cidadãs vespasianenses e brasileiras (os) para a manutenção de editais como este e demais ações que incentivem a construção de uma sociedade que deseja viver, estar, pensar, agir, estudar e sonhar para assim imprimir a sua visão, narrativa e história.

As inscrições são gratuitas e as vagas são limitadas. É aceitável se inscrever em mais de uma oficina. Serão disponibilizadas 20 vagas por oficina, sendo que 60% das vagas serão reservadas para residentes de Vespasiano. Haverá certificado virtual de participação e, após a conclusão, os cursos serão abertamente disponibilizados no site e redes sociais da prefeitura. Este Projeto foi contemplado pela Lei Aldir Blanc da Prefeitura Municipal de Vespasiano.

Período da inscrição: 20 a 27 de janeiro de 2021

Link da inscrição: http://bit.ly/luziavespasiano

Data das Oficinas Virtuais: 01 a 10 de fevereiro de 2021

Horário: sempre às 20H

Duração: 2h30 (cada oficina)

Local: link a ser enviado por e-mail por cada ministrante da oficina.

Para mais informações acesse: @luziaentreomangueeomar no Instagram e Facebook ou pelo e-mail luziaespetaculo@gmail.com

REALIZADORAS DO PROJETO

Cristiane Rodrigues de Andrade é mãe, mulher, bacharela em Relações Internacionais (UNIBH- 2018), empreendedora Cultural, artista, pesquisadora e trabalhadora das artes desde 2009. Autora do projeto, Cristiane atuou na realização de espetáculos de teatro como “Luzia, entre o mangue e o mar”, projetos como o “Simpósio Artes e Ciências Humanas de BH” (desde 2017) e produção de festivais internacionais como o Música Mundo de BH (2017 e 2018) e Feverestival de Campinas/SP (2017 e 2018). Consolidou a pesquisa e preparação de atores e atrizes do espetáculo “O que fazem aqui estes pés descalços” do Grupo de Extensão de Artes Cênicas/Teatro Mambembe (UFOP/MG-2017) e realizou assessorias de “Mímesis Corpórea” com Raquel Scotti Hirson do Grupo Lume Teatro (UNICAMP).

Gislaina Polcina é mulher, mãe, artesã e produtora cultural em Vespasiano. Proponente do projeto, trabalha na produção de eventos tradicionais da cidade como o  Bloco Piquinzada (2018-2020). Participou de eventos locais como o “Paneloterapia” (2016-2017) e Baile dos Barangos (2009-2011) e internacionais como o desfile “Houston Fashion Week” (E.U.A, 2013). Também integrou trabalhos artísticos como o Vídeo Clipe “ Tio Steve” da Banda Bugiganga, dirigido por Leonardo Fernandes e trabalhou na produção do espetáculo de Teatro “ Luzia, entre o mangue e o mar”, estreado em 2019 no Palácio das Artes de Belo Horizonte.

OFICINAS VIRTUAIS – LUZIA, CICLO DE PESQUISA, FORMAÇÃO E ARTE

(GRATUITAS)

Oficina Virtual “Pesquisa, Cena e Dramaturgia Teatral”

Ministrada por Cristiane Rodrigues de Andrade

SINOPSE

Oficina Virtual “Pesquisa, Cena e Dramaturgia Teatral”, ministrado pela pesquisadora, atriz e dramaturga do Espetáculo “Luzia, entre o mangue e o mar” tem como objetivo apresentar e compartilhar formas de se fazer pesquisas autorais individuais ou coletivas para a criação de obras teatrais que cruzam o estudo transdisciplinar de pesquisa de várias áreas do conhecimento. A atriz compartilhará sua experiência, bibliografias e meios para construção de uma cena teatral singular a cada inscrito, passando pelas etapas da dramaturgia, construção cênica e de personagens.

DETALHAMENTO DA OFICINA

Inicialmente a pesquisadora: a) compartilhará sua pesquisa individual dentro das comunidades localizadas no norte capixabas visitadas durante o processo de pesquisa de “Luzia, entre o mangue e o mar”; b) disponibilizará materiais complementares de estudo para leitura sobre a pesquisa transdisciplinar e a construção de cenas e dramaturgias teatrais; c) apresentará uma atividade livre em que as (os) inscritas (os) terão que desenvolver uma micro-dramaturgia para teatro a partir dos temas trazidos e pesquisas individuais de cada um apresentado; d) No último dia será compartilhada cada micro-dramaturgia escrita para leitura dramática entre os participantes da oficina, haverá a abertura para comentários do grupo e feedback da ministrante a respeito de toda oficina.

MINIBIOGRAFIA

Cristiane Rodrigues de Andrade é mulher, mãe, bacharela em Relações Internacionais (UNIBH- 2018), empreendedora Cultural, artista, pesquisadora e trabalhadora das Artes desde 2009. Em sua trajetória atuou na realização de espetáculos de teatro como “Luzia, entre o mangue e o mar”, projetos como o “Simpósio Artes e Ciências Humanas de BH” (desde 2017) e produção de festivais internacionais como o Música Mundo de BH (2017 e 2018) e Feverestival de Campinas/SP (2017 e 2018). Consolidou a pesquisa e preparação dos atores e atrizes do espetáculo “O que fazem aqui estes pés descalços” do Grupo de Extensão de Artes Cênicas Teatro Mambembe (UFOP/MG, 2017) e realizou assessorias de “Mímesis Corpórea” com Raquel Scotti Hirson do Grupo Lume Teatro (UNICAMP).

NÚMERO DE VAGAS: 20

DURAÇÃO: 2h30

LOCAL: link a ser enviado por e-mail por cada ministrante da oficina.

DATA: 03 e 10 de fevereiro (quartas-feiras)

HORÁRIO: sempre às 20H

“Introdução à Educação Ambiental:  as comunidades tradicionais e o saber científico”

Ministrada por Flora Zauli Novaes

SINOPSE:

Oficina Virtual “Introdução à Educação Ambiental: as comunidades tradicionais e o saber científico”, tem como objetivo apresentar formas de trabalhar na conscientização da preservação ambiental e na conservação de ecossistemas brasileiros sem negligenciar saberes e modos de vida tradicionais pertencentes às comunidades tradicionais que residem nas reservas ambientais.

DETALHAMENTOS DA OFICINA:

Nesta oficina a bióloga: a) falará de sua pesquisa individual dentro das comunidades capixabas utilizando os saberes científicos e ; b) disponibilizará materiais de estudo complementar para leitura dos oficineiros sobre conscientização da preservação ambiental e dos ecossistemas brasileiros; c) Abordará a relação entre a biologia e os modos de vida das comunidades tradicionais localizadas em reservas ambientais e as complexidades envolvidas na temática da oficina; d) Dará uma atividade livre a ser brevemente debatida no dia da conclusão da oficina.

MINIBIOGRAFIA:

Flora Zauli é bióloga e educadora, formada em Ciências Biológicas – Licenciatura (UFES/CEUNES), com especialização em Educação Ambiental (FURG) e mestranda do Programa de Pós-Graduação de Ensino na Educação Básica (PPGEEB -UFES). Atualmente é membra do Instituto Sapê e do Laboratório de Educação Ambiental da UFES – São Mateus (ES). Tem experiência no trabalho direto com comunidades tradicionais localizadas no norte do Espírito Santo, na área de Educação Ambiental, Etnobiologia, Biologia Pesqueira e Manejo de fauna..

NÚMERO DE VAGAS: 20

DURAÇÃO: 2h30

LOCAL: link a ser enviado por e-mail por cada ministrante da oficina.

DATA: 01 e 08 de fevereiro (segundas-feiras)

HORÁRIO: sempre às 20H

Oficina Virtual “O espaço entre fios: planejando cenários”

Ministrado por Cícero Miranda

SINOPSE

Oficina virtual “O espaço entre fios: planejando cenários” visa a elaboração de maquetes que sirvam como projetos para construção de cenários de espetáculos teatrais e musicais. Cícero recorrerá a experiência de idealização, planejamento e criação do cenário utilizados no espetáculo de teatro “Luzia, entre o mangue e o mar” como referência para o trabalho, dentre outros projetos realizados em sua trajetória como profissional das artes.

DETALHAMENTOS DA OFICINA

Para a confecção das maquetes os seguintes passos serão concretizados:

a) observação das formas e texturas de árvores e arbustos para que sirvam de referência para a construção da maquete;

b) criação de ambientes, divisórias e formas para o espaço cênico a partir de recortes e dobraduras no papel;

c) utilização de nós, tramas, trançados e amarrações com as linhas de crochê para dar formas a árvores, galhos, cipós e/ou outras estruturas vegetais;

d) a pintura de elementos e planos da maquete com tinta guache.

Esse estudo de cores, texturas e formas facilitam a feitura do cenário em tamanho real por ser um projeto tridimensional do espaço cênico, e contribui também para o entendimento da ideia do que será o futuro cenário. Serão utilizados materiais como cartolinas brancas (ou outro papel similar), linhas de crochê e tinta guache nas cores desejadas, pincéis, tesoura, estilete e agulhas de espessuras diferentes providenciados por cada aluno inscrito. O resultado da atividade oferecida será brevemente debatido no último dia da conclusão da oficina.

MINIBIOGRAFIA

Cícero Miranda é graduado em Artes Visuais (Belas Artes/UFMG). É artista visual, cenógrafo, figurinista e professor de Artes na Escola Capitão Carambola – Vespasiano, onde ministrou cursos de “Figurino para Teatro”, “Pintura – Impressões Bordadas”, “Tendências da Escultura Contemporânea”, “Recordações Bordadas”, “Xilogravura”, entre outros. Realizou várias exposições tendo como principais, “Imprecisões” (2013) e “Urdidura” (2006) na Galeria de Arte SESIMINAS – BH/MG (2013) e “Impressões Tecidas” na Galeria de Arte Passarela Cultura – BH/MG (2011). Trabalhou como cenógrafo e figurinistas dos espetáculos premiados “Madame Satã” (2015) e “Cachorro enterrado vivo” (2015) e indicado a premiação “Luzia, entre o mangue e o mar” (2020).

NÚMERO DE VAGAS: 20

DURAÇÃO: 2h30

LOCAL: link a ser enviado por e-mail por cada ministrante da oficina.

DATA: 02 e 09 de fevereiro (terças-feiras)

HORÁRIO: sempre às 20H

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>><<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<< 

FICHA TÉCNICA

Projeto “Luzia – Ciclo de Pesquisa, Formação e Arte”

Realização e Produção Cultural: Cristiane R. Andrade e Gislaina Polcina

Filmagem, Imagem e Edição: Naice Dias

Ministrante Oficina Virtual “Pesquisa, Cena e Dramaturgia Teatral”: Cristiane Rodrigues de Andrade

Ministrante da Oficina Virtual “Introdução à Educação Ambiental: as comunidades tradicionais e o saber científico”: Flora Zauli Novais

Ministrante da Oficina Virtual “O espaço entre fios: planejando cenários”: Cícero Miranda

Design e Arte Visual: Anna Luísa Magalhães (Biscoito Maria Estúdio)

Foto: Carol Andrade

Assessoria de Imprensa: Cristiane R. Andrade e Gislaina Polcina

Autoria do Projeto: Cristiane Rodrigues de Andrade

Realização: Prefeitura Municipal de Vespasiano – Lei Aldir Blanc

Espetáculo “Luzia, entre o mangue e o mar”

Direção: Marcelo Do Vale

Dramaturgia, pesquisa e atuação: Cristiane Rodrigues de Andrade

Cenário, figurino e adereços: Cícero Miranda

Filmagem e Teaser: Naice Dias

Trilha Sonora: Javier Galindo e músicas do Álbum “Evoé, música para ser vista” (Girau)

Iluminação:Richard Zaira (Cia Tecno)

Fotografia: Carol Andrade

Identidade Visual: Anna Luiza Magalhães (Biscoito Maria Estúdio)

Consultoria Vocal: Amanda Prates

Assessoria de Mímesis Corpórea: Raquel S. Hirson (Lume Teatro_Unicamp)

Assessoria local – Espírito Santo: Flora Zauli

Produção local (BH/Vespasiano): Gislaina Polcina 

Produção Executiva: Cristiane R. Andrade

Realização: “Luzia, entre o mangue e o mar”

Publicações Relacionadas

Vem aí a Semana Brasil 2020

Marcos Rogério

Novos médicos da FASEH integram equipes de saúde na prefeitura de Vespasiano

Marcos Rogério

Campanha para o nosso Vitinho

Marcos Rogério