X Promoções
  • Home
  • Faseh
  • Intoxicação por metais pesados: Crianças vítimas do desastre de Brumadinho são alvo de pesquisa
Faseh

Intoxicação por metais pesados: Crianças vítimas do desastre de Brumadinho são alvo de pesquisa

O projeto surgiu após visita de pesquisadores norte-americanos ao local do rompimento da barragem, no ano passado, por intermédio da Faseh

pesquisadores na Mina do Feijão.jpg

O estudo intitulado “Toxicidade de metais pesados e percepções de risco comunitário em populações pediátricas após o desastre da mineração de Brumadinho no Brasil” foi aprovado para receber subsídio do Departamento de Pediatria do Instituto de Saúde Global da Emory UniversityAlém de medir o grau de intoxicação na população infantil atingida pelo desastre, a pesquisa pretende determinar que consequências ela pode trazer para a saúde das crianças, de acordo com os danos já atestados da presença destes metais pesados no organismo humano.

Faseh e Emory bombeiros Brumadinho.jpg

A visita do grupo de professores das Universidades Emory, Stanford e Miami, ao local da tragédia, foi em março de 2019. Os pesquisadores puderam ver a barragem rompida, as buscas a desaparecidos e receberam, do Corpo de Bombeiros e do Subsecretário de Vigilância em Saúde do Estado Dario Brock Ramalho, as informações sobre os trabalhos, as condições do ambiente e de riscos à saúde. No fim do ano passado, os pesquisadores da Emory, Jessica Fairley e Uriel Kitron, voltaram a Minas e, juntamente com o Professor da Faseh José Antônio Ferreira, se reuniram com o subsecretário para definir o alvo da pesquisa.

Faseh e Emory Brumadinho.jpg

Há mais de 10 anos Emory e Faseh realizam pesquisas de saúde em parceria, com trabalho de campo em unidades de saúde da RMBH e intercâmbio de estudantes de Medicina com incentivo à investigação científica. O projeto de estudo pediátrico em comunidades ribeirinhas do Paraopeba, em Brumadinho, contará com professores e 4 alunos da Faseh, além de 2 professores e 2 alunos da Emory University. 

Jose Antonio Ferreira.jpg

O professor José Antônio Ferreira, coordenador do Programa de Internacionalização da Faseh, é o responsável pelo estudo aqui.

Publicações Relacionadas

Como garantir segurança às aulas presenciais na pandemia

Marcos Rogério

FASEH retoma atendimento jurídico presencial gratuito no NPJC

Marcos Rogério

Candidatos ao ENEM têm oferta de simulado online, gratuito e com bolsa para faculdades

Marcos Rogério